Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Voto antecipado deve crescer

Voto antecipado deve crescer
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha só vai às urnas no domingo, mas a balança das eleições para a chancelaria pode já estar a pender para um dos lados.

No último sufrágio, em 2013, quase 1/4 dos alemães optou pelo voto por correspondência e, este ano, a previsão aponta para que mais boletins sejam enviados pelo correio.

Naturalmente, as forças políticas não são indiferentes a esta evolução no comportamento dos eleitores. Pela primeira vez, o partido conservador da chanceler Angela Merkel (CDU-CSU) preparou uma campanha dedicada especificamente aos que escolhem o voto por correspondência. Já os liberais do FDP apostam forte nos que optam por esta modalidade depois de há 4 anos terem conseguido um resultado 40% melhor entre os que votaram por correspondência por comparação com o sufrágio nas urnas.