Celebração na Catalunha mesmo sem referendo vinculativo

Celebração na Catalunha mesmo sem referendo vinculativo
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Menos de metade das assembleias de voto previstas estiveram abertas durante o dia e fecharam pelas 20 horas locais.

PUBLICIDADE

Uma vitória para a independência. É desta forma que muitos separatistas estão a descrever os acontecimentos deste domingo na Catalunha. Um domingo especial. O dia do referendo pela independência catalã que o chefe de governo espanhol, Mariano Rajoy, disse ser ilegal e que, de facto, não aconteceu.

Estavam previstas mais de 2300 assembleias de voto. Pelas 09 horas da manhã, hora marcada para o arranque do referendo, menos de metade das assembleias de voto previstas terão estado abertas.

Os “mossos de esquadra” (polícia catalã) e a Guarda Civil ainda terão fechado mais algumas, tendo inclusive havido confrontos.

844 citizens have been injured today during the #CatalanReferendum#1Octhttps://t.co/bOyM0eRANJ

— EmergènciesCatalunya (@emergenciescat) 1 de outubro de 2017

As urnas que se mantiveram abertas ao longo do dia fecharam pelas 20 horas locais (menos uma hora em Lisboa).

Sem recursos eletrónicos — bloqueados pelo governo nacional desde sábado — a contagem dos votos deverá ser lenta, mas, seja qual for o escrutínio, muitos falam já de uma demonstração massiva a favor de um Estado catalão independente.

#Portaveujorditurull</a>: "L'Estat espanyol és la vergonya d'Europa i haurà de respondre davant dels tribunals" <a href="https://t.co/Jt2B6u6O2r">https://t.co/Jt2B6u6O2r</a></p>— Govern. Generalitat (govern) 1 de outubro de 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023

Vinícius Júnior, jogador do Real Madrid, não conseguiu conter as lágrimas ao falar de racismo

Tribunal suspende bloqueio do Telegram em Espanha