Última hora

Referendo na Catalunha feriu poder politico

Referendo na Catalunha feriu poder politico
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os socialistas do PSC, Partit dels Socialistes que governam L’ Hospitalet De Llobregat, a segunda maior cidade da Catalunha, não autorizaram a utilização de edifícios municipais no referendo deste domingo.

Aqui fomos encontrar José Vicente Muñoz, antigo membro do conselho municipal e ex deputado do Parlamento Espanhol por Barcelona. O líder histórico diz que é tempo de Espanha virar a página.

“Convocar eleições na Catalunha e em Espanha porque o governo catalão perdeu legitimidade ao realizar ações contrárias à lei que permitiram ao executivo chegar onde está hoje. Não há um governo catalão e no resto de Espanha, no que toca a Rajoy, a passividade do Presidente face ao que aconteceu fez com que se tenha convertido num problema muito maior do que se esperava” afirma Muñoz.

A posição dos socialistas não impediu que os cerca de 250 mil habitantes exercessem o direito de voto. Muitos votaram em centros de saúde e escolas administradas pelo governo catalão. Numa das assembleias de voto registaram-se confrontos entre civis e as forças de segurança.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.