EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Justiça brasileira alarga investigação a Nuzman

Justiça brasileira alarga investigação a Nuzman
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ministério Público Federal vai também investigar a organização dos Pan de 2007, evento presidido também pelo antigo jogador de voleibol. Nessa altura, o orçamento sofreu uma enorme derrapagem financeira e custou oito vezes mais.

PUBLICIDADE

No Brasil, a detenção de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comité Olímpico Brasileiro…abre as portas a novas investigações. Nuzman foi preso esta quinta-feira por suspeitas de manipulação de votos na escolha da cidade dos Jogos de 2016 e agora o Ministério Público Federal vai também investigar a organização dos Pan de 2007, evento presidido também pelo antigo jogador de voleibol. Nessa altura, o orçamento sofreu uma enorme derrapagem financeira e custou oito vezes mais.

Em relação aos jogos de 2016, a detenção faz parte da chamada Operação “Unfair Play”, que investiga a compra do voto do senegalês Lamine Diack por 2 milhões de dólares. Já em setembro, as autoridades judiciais tinham pedido o arresto de mil milhões de reais, o equivalente a 271 milhões de euros do património de Nuzman e do sócio Arthur Cesar Soares de Menezes Filho, no âmbito do mesmo caso.

De acordo com os investigadores, Nuzman, de 75 anos, integrou “um esquema internacional bastante sofisticado”, o que levou as autoridades brasileiras a pedir a cooperação de outros países, como a França, os Estados Unidos, a Inglaterra e Antígua e Barbuda

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Hajj: peregrinação à cidade santa de Meca pelos muçulmanos

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas

Dança criada por jovens nas favelas do Rio é declarada património cultural