Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Justiça brasileira alarga investigação a Nuzman

Justiça brasileira alarga investigação a Nuzman
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No Brasil, a detenção de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comité Olímpico Brasileiro…abre as portas a novas investigações. Nuzman foi preso esta quinta-feira por suspeitas de manipulação de votos na escolha da cidade dos Jogos de 2016 e agora o Ministério Público Federal vai também investigar a organização dos Pan de 2007, evento presidido também pelo antigo jogador de voleibol. Nessa altura, o orçamento sofreu uma enorme derrapagem financeira e custou oito vezes mais.

Em relação aos jogos de 2016, a detenção faz parte da chamada Operação “Unfair Play”, que investiga a compra do voto do senegalês Lamine Diack por 2 milhões de dólares. Já em setembro, as autoridades judiciais tinham pedido o arresto de mil milhões de reais, o equivalente a 271 milhões de euros do património de Nuzman e do sócio Arthur Cesar Soares de Menezes Filho, no âmbito do mesmo caso.

De acordo com os investigadores, Nuzman, de 75 anos, integrou “um esquema internacional bastante sofisticado”, o que levou as autoridades brasileiras a pedir a cooperação de outros países, como a França, os Estados Unidos, a Inglaterra e Antígua e Barbuda