Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Soluções para desenvolver as start-up

Soluções para desenvolver as start-up
Tamanho do texto Aa Aa

Business Planet foi até à Bélgica, para falar sobre as soluções que existem para desenvolver a sua start-up.

Karen Boersé presidente executiva da European Startup Network: “vejo duas razões principais pelas quais as start-ups europeias não desenvolvem o seu potencial. Primeiro, o medo do fracasso que faz parte do nosso ADN europeu e, em segundo lugar, os mercados fragmentados. As start-ups precisam de conquistar 28 mercados diferentes antes que possam ser totalmente paneuropeias.”

É uma das maiores histórias de sucesso dos últimos anos na Bélgica. Criada em 2012, a Teamleader, oferece assinaturas de softwares baseados em nuvem para relações com clientes, gestão de projetos e faturação.

O diretor-executivo, Jeroen De Wit orgulha-se dos progressos. “Em cinco anos, passámos da Bélgica para seis países europeus. Temos agora 170 colegas e apoiamos 40 a 50 mil pessoas que se conectam à plataforma diariamente – tentamos ajudá-las a trabalhar de forma mais eficiente.”

A empresa já está bem estabelecida no seu mercado. O volume de negócios aumentou dez vezes em dois anos . Conseguiu ultrapassar o limite crítico para as empresas que estão a começar. Agora procura novos mercados e pretende criar mais postos de trabalho.

“Graças à European Startup Network é possível estar presente em conferências internacionais e ter acesso a potenciais clientes, talentos e investidores, que nos colocam em contacto com recursos locais que nos podem ajudar a crescer no futuro”, acrescenta Jeroen De Wit.

“O ecossistema ideal para uma start-up tem uma massa crítica em quatro áreas diferentes. Primeiro e mais importante: os clientes. Segundo, talentos a contratar. Terceiro, outras start-ups e empresários para aprender. E o quarto: investidores para financiar um crescimento contínuo”. (…) A melhor forma é inscrever-se na associação nacional de start-ups de cada país – é possível encontrá-las no nosso site. Mas vamos lançar um diretório para start-ups. Em breve, vai ser possível fazer a
a inscrição diretamente connosco.“explica Karen Boers.

Para criar estas condições, a União Europeia fornece diferentes ferramentas em termos de inovação e acesso ao financiamento. O objetivo é a facilitação e dar aos empresários uma segunda oportunidade – se falharem.