Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Liga dos Campeões, J4 antevisão: Ronaldo em Wembley e FC Porto na luta

Liga dos Campeões, J4 antevisão: Ronaldo em Wembley e FC Porto na luta
Tamanho do texto Aa Aa

O FC Porto joga no Dragão, diante do Leipzig, o futuro na Liga dos Campeões, numa noite marcada por dois embates de luxo no atual futebol europeu: a visita do Real Madrid ao Tottenham e a receção do Nápoles ao Manchester City.

Em Londres, a equipa de Cristiano Ronaldo terá de fazer bem melhor do que o conseguido no fim de semana em Girona, onde foi derrotada, se quiser manter-se no topo do grupo H. Os Spurs também somam sete pontos e vêm igualmente de uma derrota na Liga inglesa, mas no terreno do Manchester United.

Mais do que duas grandes equipas, no Estádio de Wembley vão estar frente a frente também dois dos melhores avançados da atualidade: Cristiano Ronaldo e o inglês Harry Kane.

Para o defesa Jan Vertonghen, do Tottenham, “são ambos jogadores incríveis”.

“Ronaldo tem as suas qualidades e o Harry Kane as dele. Temos de respeitar o Ronaldo por tudo o que já ganhou ao longo dos anos, pelo que está a fazer e pelo nível a que ainda está a jogar. É difícil compara-los porque são jogadores diferentes, mas o Harry Kane, para mim, é um dos melhores números ‘nove’ da Europa. Talvez até o melhor. E mostra-o todas as semanas”, sublinhou o defesa holandês.

No duelo pessoal, Harry Kane soma esta época 12 jogos (3 na Liga dos campeões e 9 na Liga inglesa) e 13 golos (5/8), enquanto Cristiano Ronaldo, que começou a Liga espanhola com uma suspensão de cinco partidas, soma 11 jogos (Supertaça europeia, Supertaça espanhola, 3 na Liga dos Campeões e 6 na Liga espanhola) e ainda só marcou sete golos (5 na Liga dos Campeões, um na Supertaça espanhola e mais um no campeonato espanhol).

Na outra partida deste grupo H, o Borussia de Dortmund recebe os cipriotas do APOEL, do português Nuno Morais. Os alemães, estranhamente, procuram ainda o primeiro triunfo no torneio, mas quem sabe possam contar já com o regresso à titularidade de Raphäel Guerreiro e o português, campeão da Europa em 2016, volte a fazer a diferença.

No grupo E, o Sevilha, de Daniel Carriço (está lesionado), recebe um dos líderes, o Spartak de Moscovo. Também com cinco pontos, o Liverpool recebe os eslovenos do Maribor.

No grupo F, há também jogo grande com a visita do Manchester City, de Bernardo Silva, ao Nápoles, de Mário Rui. Os ingleses lideram com nove pontos, enquanto os italianos são terceiros, com três pontos. O segundo, o Shakhtar Donetsk, do treinador português Paulo Fonseca, recebe o Feyenoord da Holanda, que ainda nem pontuou.

No grupo G, por fim, o FC Porto recebe o RB Leipzig, onde também alinha um português Bruma. Os portugueses estão em terceiro com três pontos, os alemães são segundos, com quatro, e na última jornada venceram em casa os “dragões”, por 3-2.

No outro jogo, o AS Mónaco sonha ainda reverter o péssimo arranque na competição, num grupo onde entrou como o grande favorito e um empate em casa, mas no qual ainda não saboreou qualquer vitória. Após a derrota em casa na última ronda, a equipa de Leonardo Jardim, João Moutinho e Rony Lopoes, atual campeã francesa, vai agora tentar vingar-se do Besiktas e vencer em Istambul a equipa de Quaresma e Pepe, para se ralançar na luta pela passagem aos oitavos de final.