Última hora

Última hora

Carles Puigdemont quer ser interrogado pelo juiz na Bélgica

Carles Puigdemont quer ser interrogado pelo juiz na Bélgica
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas acompanharam esta, quarta-feira, em Barcelona, a partida para Madrid de dois deputados do parlamento da Catalunha que vão apresentar-se ao magistrado do Supremo Tribunal. Os apoiantes gritavam: “Liberdade” e “Não estão sozinhos”.

Os deputados foram também confrontados com os insultos dos opsitores à independência, que empunhavam bandeiras de Espanha.

Enquanto isso, em Bruxelas, o advogado do presidente do governo destituído, Paul Bekaert, explica que Carles Puigdemont não comparecerá em Madrid.

“Ele não vai a Madrid. Eu propus que seja interrogado aqui, na Bélgica. Isso é possível, não sei se será feito, mas é possível. Já tive no passado outros casos assim”, diz

Puigdemont e outros conselheiros do governo estão em Bruxelas e dizem que não querem fugir à justiça, mas denunciam um processo político.

Alguns analistas políticos consideram que mais do que fugir à justiça, a estratégia de Puigdemont é política e mediática.