Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Mundial, playoff: Suécia adianta-se à Itália, Senegal apura-se

Mundial, playoff: Suécia adianta-se à Itália, Senegal apura-se
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um golo do suplente Jakob Johansson, aos 61 minutos, permitiu à Suécia ganhar vantagem (1-0) sobre a Itália no ‘play-off’ europeu de apuramento para o Mundial de futebol de 2018.

Entrado aos 57 minutos, o médio do AEK Atenas marcou o único tento do encontro com um remate de fora da área, beneficiando de um desvio em De Rossi que traiu Buffon, depois de um lançamento lateral e de Toivonen ganhar a bola nas alturas.

Os suecos, que procuram a 12.ª presença na prova e primeira desde 2006, após falharem 2010 e 2014, vão, assim, em vantagem para Itália, mais precisamente para o Estádio Giuseppe Meazza, em San Siro, que será palco da segunda mão, na segunda-feira.

A Itália começou melhor e poderia ter marcado logo aos seis minutos, num cabeceamento de Belotti, que saiu a rasar o poste direito da baliza defendida por Robin Olson.

Com o treinador luso José Mourinho na bancada, tal como o já ‘retirado’ Ibrahimovic, o encontro foi, porém, quase sempre muito equilibrado e os suecos tiveram também duas boas oportunidades para chegar à vantagem, em dois livres frontais desaproveitados.

Na segunda parte, Johansson acabou por ser feliz e, até final, a Suécia soube sofrer e segurar a preciosa vantagem, que quase perdeu aos 70 minutos, quando Darmian, solto à entrada da área, fez a bola embater com estrondo no poste direito.

A formação italiana está, assim, obrigada a vencer em Milão, sem ser por um golo de diferença com tentos sofridos, para evitar falhar pela terceira vez o Mundial, prova em que só não esteve nos longínquos anos de 1930 e 1958.

A Itália conta 14 presenças consecutivas e um total de 18, e quatro títulos mundiais, arrebatados em 1934, 1938, 1982 e 2006.

  • Resultados dos encontros dos ‘play-offs’ da zona europeia de apuramento para o Mundial2018:

Primeira mão: – Quinta-feira, 09 nov

Croácia – Grécia, 4-1.

Irlanda do Norte – Suíça, 0-1.

- Sexta-feira, 10 nov

Suécia – Itália, 1-0

- Sábado, 11 nov

Dinamarca – República da Irlanda, 19:45

Segunda mão – Domingo, 12 nov

Suíça – Irlanda do Norte, 17:00

Grécia – Croácia, 19:45

- Segunda-feira, 13 nov

Itália – Suécia, 19:45

- Terça-feira, 14 nov

República da Irlanda – Dinamarca, 19:45

Senegal apura-se e Brahimi marca à Nigéria

O Senegal tornou-se a 24.ª seleção a juntar-se à Rússia no Mundial de futebol de 2018, ao vencer a África do Sul por 2-0, num dia em que o argelino Brahimi (FC Porto) marcou à Nigéria (1-1).

Um golo de Diafra Sakho, aos 12 minutos, após assistência do jogador do Liverpool Sadio Mané, e um autogolo do lateral direito sul-africano Thamsanqa Mkhize, aos 38, deram a vitória à seleção senegalesa, que regressa a uma fase final 16 anos depois do brilharete na estreia, em 2002, quando terminou a prova disputada na Coreia do Sul e no Japão em sétimo lugar.

O Senegal já venceu o grupo D da zona de qualificação africana para o Mundial2018, apesar de faltar ainda disputar a última jornada, na terça-feira, na qual a seleção senegalesa recebe, desta vez, a congénere sul-africana, enquanto a seleção de Cabo Verde se desloca ao Burkina Faso, cuja equipa é orientada pelo treinador português Paulo Duarte.

A seleção senegalesa soma 11 pontos, mais cinco do que as seleções do Burkina Faso e de Cabo Verde, segundo e terceiro classificados, respetivamente, e mais sete do que a África Sul.

Os africanos juntam-se a Brasil, Irão, Japão, México, Bélgica, Coreia do Sul, Arábia Saudita, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Nigéria, Costa Rica, Polónia, Egito, Sérvia, Islândia, Portugal, França, Uruguai, Argentina, Colômbia, Panamá e Rússia.

No jogo do Grupo B, a Argélia, uma das grandes deceções do apuramento da zona africana, empatou a um golo em casa com a já apurada Nigéria, graças a um penálti cobrado pelo portista Yacine Brahimi, aos 88 minutos.

Além de Brahimi, que envergou a braçadeira de ‘capitão’, também o ex-sportinguista Islam Slimani jogou os 90 minutos.

As ‘super-águias’ inauguraram o marcador aos 63 minutos, pelo avançado dos israelitas do Hapoel Beer Sheva John Ogu, mas o jogador do FC Porto evitou a derrota quase à beira do final.

A Nigéria, que já tinha garantido um lugar no Mundial da Rússia a 07 de outubro, quando bateu em casa a Zâmbia por 1-0, venceu o Grupo B com 14 pontos, enquanto a Argélia ficou em último, com apenas dois.

Texto: Lusa