Última hora

LGBT contra decisão judicial

LGBT contra decisão judicial
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma dúzia de ativistas iniciou quarta-feira uma greve de fome depois de o Tribunal Constitucional da Bolívia ter decidido que os membros da comunidade LGBT podem mudar sua identidade e género no seu cartão de cidadão, mas não estão, legalmente autorizados a casar, adotar crianças ou concorrer a cargos públicos.
Uma decisão que levou também para as ruas mais de uma dezena de pessoas que não concordam com esta situação.

“Eles não são o parlamento, nem a Assembleia constitucional, por isso atuaram contra a lei e contra um fundamento essencial da Constituição, ou seja, que somos todos iguais e temos todos os mesmo direitos.”

Para os manifestantes esta decisão vai contra os direitos concedidos, pelo Congresso, aos membros da comunidade LGBT m termos de casamento e adoção, para pessoas que mudassem de sexo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.