Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ciberataque: Uber paga a Hacker para apagarem dados de milhões de clientes

Ciberataque: Uber paga a Hacker para apagarem dados de milhões de clientes
Tamanho do texto Aa Aa

A Uber foi alvo de um ciberataque e foi roubada a informação de cerca de 57 milhões de utilizadores da aplicação.

A empresa ocultou, durante mais de um ano o roubo. De acordo com a Bloomberg, a Uber pagou 100 mil dólares a dois hackers para que apagassem os dados que tinham roubado da base de dados da empresa.


Segundo Dara Khosrowshahi, o ciberataque ocorreu em outubro de 2016 e revelou dados que incluíam nomes, endereços eletrónicos e números de telefone de 57 milhões de clientes, de todo o mundo. Os piratas subtraíram, ainda a informação pessoal e os números das cartas de condução de cerca de 600 mil condutores dos Estados Unidos da América. Em comunicado, o presidente da Uber garantiu que a informação roubada não foi utilizada.

Entretanto, a Uber despediu Joe Sullivan, responsável pela segurança da empresa, e um executivo por terem ocultado o ciberataque.