Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ciberataque: Uber diz ter notificado clientes e motoristas

Ciberataque: Uber diz ter notificado clientes e motoristas
Tamanho do texto Aa Aa

A Uber não esclarece se os piratas informáticos acederam a dados de clientes portugueses. A empresa norte-americana garantiu, no entanto, ter notificado os utilizadores e os condutores alvo do ciberataque, entretanto, tornado público.

O presidente executivo da Uber já pediu desculpa. “Nada disto devia ter acontecido e não vamos inventar desculpas para isto. Não posso apagar o passado, mas posso comprometer-me em nome dos trabalhadores da Uber que vamos apreender com os erros. Estamos a mudar a forma como trabalhamos, colocando a integridade no centro de cada uma das nossas decisões e a trabalhar, arduamente, para ganhar a confiança dos nossos clientes” refere Dara Khosrowshahi, em comunicado.

O patrão da Uber era na altura Travis Kalanick, que terá sido informado do ciberataque em novembro de 2016. O novo presidente executivo disse que só recentemente tomou conhecimento do caso.

Em outubro do ano passado, os piratas informáticos acederam à identificação e aos contactos de 57 milhões de clientes e motoristas da empresa. Contrariamente ao que obriga a lei, o ciberataque foi mantido em segredo. Para silenciar o caso e apagar os dados roubados, a empresa terá desembolsado cerca de 85 mil euros.