Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Pyongyang acusa Washington e Seul de provocação

Pyongyang acusa Washington e Seul de provocação
Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte denuncia, através dos órgãos de comunicação estatais os Estados Unidos e a Coreia do Sul que diz estarem sempre "prontos para a guerra", As acusações acontecem na véspera do maior exercício aéreo, alguma vez realizado, entre 12 mil norte-americanos e as tropas sul-coreanas.

No sábado, Pyongyang acusava o governo de Donald Trump de "querer uma guerra nuclear a todo custo", o assessor de segurança nacional dos EUA diz que a possibilidade de uma guerra é real se nada for feito:

"A maior ameaça, imediata, para os Estados Unidos, e para o mundo, é representada pelo regime, desonesto, na Coreia do Norte... Portanto, é muito importante que trabalhemos em conjunto com todos os nossos aliados, parceiros, a comunidade internacional para convencer Kim Jong Un de que se continua a seguir pelo mesmo caminho, isso representará o fim para ele e para o seu regime", afirmou Herbert Raymond McMaster.

A tensão tem vindo a aumentar à medida que a Coreia do Norte vai lançando mísseis. O último, mais um desafio às sanções impostas pelas Nações Unidas, foi um míssil balístico intercontinental que, dizem, pode chegar aos Estados Unidos.