Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Donald Trump garante que não vai demitir procurador

Donald Trump garante que não vai demitir procurador
Direitos de autor
REUTERS/Yuri Gripas
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente dos Estados Unidos garante que não está a ponderar demitir Robert Mueller, o procurador que investiga as alegadas ingerências russas na campanha para as presidenciais norte-americana.

A garantia foi deixada por Donald Trump, questionado pelos jornalistas, ao regressar de Camp David, a residência oficial de férias. Trump nao deixa no entanto de criticar a investigacao liderada pelo procurador especial do Departamento de Justica, que teve acesso a milhares de e-mails enviados e recebidos no período de transição, entre a vitória nas eleições presidenciais, em novembro de 2016 e a tomada de posse, em janeiro.

O presidente norte-americano assume que a equipa ficou muito perturbada, mas insiste que "não há nada nos e-mails" e que "não há qualquer conluio com Moscovo".

A equipa de Trump acusa Robert Mueller de ter obtido os e-mails de forma imprópria através da GSA, a agência federal que nos últimos anos tem dado apoio as transições presidenciais.