Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Rússia critica negócio de armas entre EUA e Ucrânia

Rússia critica negócio de armas entre EUA e Ucrânia
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia considera muita perigosa a decisão dos Estados Unidos, de aprovar a venda de armas letais à Ucrânia. A administração de Donald Trump autorizou, esta quarta-feira, exportações à Ucrânia de várias armas, entre elas, fuzis de precisão e munições. 

Os Estados Unidos não aprovaram todo o material pedido pelos ucranianos, mas ultrapassaram a linha da proibição.

O Porta-voz do Kremlin já reagiu:

“Penso que esta atitude vai, mais uma vez, inflamar os ânimos já suficientemente inflamados dos nacionalistas, que querem regressar ao poder em Donbass. Vai provocar mais mortes, vai continuar o banho de sangue.

No início desta semana, três militares ucranianos morreram, numa nova escalada de violência. 

Segundo dados da ONU, nos três anos e meio de conflito na região de Donbass, morreram mais 10 mil pessoas, entre combatentes e civis.