Seul dispara tiros de aviso após fuga de soldado da Coreia do Norte

Seul dispara tiros de aviso após fuga de soldado da Coreia do Norte
Direitos de autor  REUTERS/Kim Hong-Ji
De  Euronews com Reuters/ Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É a quarta deserção desde o início de 2017 e o primeiro soldado a fugir depois de, em novembro, um miltar ter sido baleado pelo menos cinco vezes pelas tropas de Pyongyang ao desertar para sul.

PUBLICIDADE

É o quarto soldado norte-coreano a fugir para a Coreia do Sul desde o início do ano. O Ministério da Defesa em Seul confirma que o militar apareceu junto a um posto de guarda de fronteira por volta das 08:00 (23:00 em Lisboa).

Depois da deserção, o exército de Pyongyang tentou localizar o soldado que atravessou a parte central da zona desmilitarizada (DMZ), que divide a Península, e como resposta, as tropas sul-coreanas dispararam tiros de aviso.

A fuga acontece depois de, em novembro, um militar ter sido baleado plo menos cinco vezes pelo exército norte-coreano ao fugir para sul, ficando gravemente ferido.

Apesar do nome, a DMZ é uma das fronteiras mais militarizadas no mundo.

Trata-se de uma faixa de terreno de quatro quilómetros ao longo da fronteira entre as duas Coreias, tecnicamente em guerra desde o final do conflito (1950-53), com arame farpado, vedações eletrificadas, campos minados e paredes antitanque.

Cerca de trinta mil soldados da Coreia do Norte desertaram para a Coreia do Sul desde o final da guerra, mas a maior parte usou rotas de fuga através da China.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente sul-coreano avisa Pyongyang a bordo de submarino nuclear americano

Soldado americano sai de prisão em Seul e deserta para a Coreia do Norte

Putin viola as sanções da ONU ao oferecer uma limusina de luxo a Kim Jong-un