Última hora

Homem é acusado de matar três pessoas para lucrar com funerais

Reuters
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Um técnico de ambulâncias é acusado de injetar com ar (para provocar embolia) três doentes terminais.

O suspeito de 42 anos recomendava às famílias das vítimas uma agência funerária, empresa que a  investigação acredita pertencer à máfia italiana. 

A investigação "Ambulâncias da morte" está a chocar o país. Os crimes aconteceram na cidade de Catania, na Sicília, a norte de Malta. 

Acredita-se que o esquema já seja praticado desde 2012.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.