Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Continua o impasse na Catalunha

Continua o impasse na Catalunha
Tamanho do texto Aa Aa

Na Catalunha, continua o conflito entre o Juntos pela Catalunha e o Esquerra Republicana sobre quem presidirá ao governo regional.

A formação de Carles Puigdemont quer assumir a liderança e não exclui a hipótese de uma investidura à distância daquele que já presidiu à Generalitat e está em Bruxelas, fugido da justiça espanhola.

O Esquerra Republicana, que tem dois assentos menos quer que Oriol Junqueras, que está detido preventivamente, ocupe o cargo máximo do governo regional. Espera apenas que o Supremo Tribunal decida a sua sorte a 4 de janeiro.

A única coisa em que os partidos independentistas concordam é que devem controlar a mesa do parlamento até porque, ainda que não tenham ganho as eleições, juntos têm a maioria dos assentos: dois cada um, aos quais se juntam outros dois conquistados pelos Cidadãos e um para o Partido dos Socialistas da Catalunha.

Os Cidadãos, de Inés Arrimadas, continua a reivindica a presidência, por ter sido a formação mais votada nas eleições, ainda assim, e até ao momento, não tentou formar governo.