Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

PSI-20 foi dos que mais cresceu

PSI-20 foi dos que mais cresceu
Tamanho do texto Aa Aa

O PSI-20 encerrou 2017 em alta, com uma valorização de 15 por cento. E face às praças europeias, foi dos que mais cresceu.

O principal índice da bolsa de Lisboa terminou a última sessão do ano a subir 0,36 por cento.

A inversão da tendência depois da queda de 11% em 2016, acompanha a evolução da economia, a melhoria dos custos de financiamento do Estado e do 'rating.' Os analistas preveem que em 2018, o índice português PSI-20 continue a valorizar mas menos do que este ano. Uma evolução que está dependente, entre outros fatores, da valorização dos índices americanos, da aplicação da reforma fiscal nos Estados Unidos e do comportamento do dólar nos mercados.

Para as praças europeias, 2017 foi um ano positivo.

"O balanço é, sem dúvida, positivo. Os acionistas aproveitaram as condições económicas e a política monetária e os riscos políticos acabaram por não ser revelar tão maus como se previa. O resultados das eleições na Holanda, em França e na Alemanha são disso exemplo.. De uma forma geral, foi um ano positivo para os mercados financeiros e para os acionistas " refere o corretor alemão Oliver Roth.

Paris acumulou este ano uma valorização superior a 9%, Frankfurt de cerca de 12%, mais cinco pontos percentuais que Londres.

Os principais índices bolsistas norte-americanos encerraram em alta ligeira, sustentados pelo bom desempenho nos setores tecnológico e financeiro.

(com Lusa)