Corte de assistência financeira ao Paquistão

Corte de assistência financeira ao Paquistão
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na terça-feira Donald Trump acusou o Paquistão de oferecer "mentiras e enganos" aos EUA

PUBLICIDADE

Desconhece-se, para já, quanto tempo durará, mas a administração norte-americana anunciou a suspensão dos fundos de ajuda ao Paquistão, pelo menos até que o país faça mais para combater o terrorismo.

As explicações da porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Heather Nauert: "Enquanto o Governo paquistanês não tomar medidas decisivas contra os grupos terroristas, incluindo talibãs afegãos que consideramos estar a destabilizar a região e a atacar norte-americanos, os EUA manterão suspenso todo o tipo de ajuda de segurança ao Paquistão."

Este é o segundo corte de Washington ao pacote de 1100 milhões de dólares aprovado pelo Congresso norte-americano em 2016 para ajudar o Paquistão a combater o terrorismo.

Em agosto, Washington já tinha cortado 255 milhões de ajuda militar. Na terça-feira, Donald Trump acusou Islamabad de oferecer "mentiras e enganos" aos EUA. As relações têm vindo a deteriorar-se por causa do alegado apoio do Paquistão a grupos aliados dos talibãs afegãos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny

Juiz condena Trump a pagar 355 milhões de dólares por ter mentido sobre a sua fortuna