Última hora

Última hora

Escândalo de assédio sexual assombra Globos de Ouro

Em leitura:

Escândalo de assédio sexual assombra Globos de Ouro

Escândalo de assédio sexual assombra Globos de Ouro
Tamanho do texto Aa Aa

A passadeira vermelha está a ser desenrolada, afinam-se os últimos preparativos. A entrega dos Globos de Ouro é já no próximo domingo.

Esta é a primeira cerimónia após o conhecido escândalo de abuso e assédio sexual que começou com o produtor de cinema Harvey Weinstein e que, entretanto, já atingiu outras figuras da indústria cinematográfica.

"Queremos abordar isso, mas queremos, também lembrar as pessoas que, apesar de todas as coisas terríveis que aconteceram, este foi um ótimo ano para o cinema e para a televisão. Um ótimo ano para as mulheres nos filmes e na televisão, e queremos garantir que se celebra isso também porque, finalmente, perseveraram em tudo para fazer o trabalho sobre o qual vamos falar. Queremos ter a certeza de que não é tão sério ao ponto de não ser uma celebração, que é o objetivo da noite", afirma Seth Meyers, o escolhido para apresentar os galardões.

Este ano a passadeira vermelha veste-se de negro. Várias atrizes devem escolher a cor, para os vestidos, como forma de protesto e em sinal de solidariedade para com as alegadas vítimas de assédio sexual em Hollywood.

Outras ações estão ainda planeadas. Pelo menos, uma festa pós cerimónia foi cancelada e o investimento que seria feito reverte a favor das vítimas.