EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Português Mário Centeno assume presidência do Eurogrupo

Português Mário Centeno assume presidência do Eurogrupo
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ministro das Finanças de Portugal é o novo responsável pela instituição europeia.

PUBLICIDADE

O ministro das Finanças de Portugal assumiu, esta sexta-feira, a presidência do Eurogrupo substituindo Iéron Dissebloom.

"Estou muito feliz pelo facto de ele ter um forte apoio no Eurogrupo e impulsionar as reformas, a modernização, impulsionar o fortalecimento da zona do euro, mais ainda. (...) e é uma oportunidade para reformá-la. Mário deixe-me transferir-lhe o poder passando-lhe o sino", referiu o seu antecessor, Jeroen Dijsselbloem.

"Estou muito motivado para liderar o Eurogrupo nos próximos dois anos e meio. (...) A janela de tempo que temos agora, tanto política como económica, deve ser usada para completar a paisagem das instituições que temos na zona euro. Isto diz respeito à união bancária, ao sindicato dos mercados de capitais, às discussões que temos em torno da política fiscal. É muito importante responder às expectativas dos nossos cidadãos e construir uma zona euro mais robusta e resiliente", afirmou o governante português.

A cerimónia, informal, decorreu na biblioteca da embaixada de Portugal, em Paris. Durante a sua estadia na capital francesa Mário Centeno encontrar-se-á, e entre outros, com o Presidente Emmanuel Macron, o primeiro-ministro Edouard Philippe, o ministro das Finanças Bruno Le Maire e com o governador do Banco de França. Na próxima semana parte para Berlim.

Como o Eurogrupo é considerado um órgão informal da UE, não haverá uma tomada de posse formal. O mandato de Centeno começa oficialmente este sábado, 13 de janeiro. A primeira reunião do Eurogrupo liderada pelo português está agendada para dia 22.

Centeno foi eleito presidente do Eurogrupo em 04 de dezembro de 2017, ao impor-se na segunda volta da votação realizada em Bruxelas.

O ministro das Finanças português foi o mais votado na primeira volta (oito votos), após a qual saíram da "corrida" a letã Dana Reizniece-Ozola e o eslovaco Peter Kazimir, tendo depois derrotado o candidato luxemburguês Pierre Gramegna na segunda volta da eleição.

Centeno é o terceiro presidente da história do fórum de ministros das Finanças da zona euro, depois do luxemburguês Jean-Claude Juncker e do holandês Jeroen Dijsselbloem, assumindo hoje funções para um mandato que dura até meados de 2020.

Para cumpri-lo até ao fim terá manter-se como ministro das Finanças depois das eleições Legislativas de 2019. Só titulares desta pasta podem assumir a liderança do organismo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

João Leão toma posse do cargo de ministro das Finanças

Ministro das Finanças promete execução atempada dos fundos europeus

Mário Centeno confirmado no Banco de Portugal