EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Romenos protestam contra corrupção

Romenos protestam contra corrupção
Direitos de autor 
De  Nelson PereiraHans Der Breile
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de 30 mil romenos saíram à rua em várias cidades do país, indignados com um projeto de lei que poderia limitar as prerrogativas do ministério público anticorrupção

PUBLICIDADE

Mais de 30 mil romenos saíram à rua em Bucareste e outras cidades do país, no sábado, para protestar contra a corrupção, críticos de uma polémica reforma legislativa da Justiça defendida pela maioria de esquerda.

"Não vamos permitir que os políticos avancem com este projeto de reforma", disse à euronews o jornalista Attila Biro, que se juntou aos manifestantes concentrados no centro de Bucareste:

"É por isso que as pessoas saíram à rua e hão-de continuar, porque vemos os políticos destruir o estado de direito na Roménia"

Um projeto de reforma "cujo verdadeiro objetivo é permitir aos políticos corruptos escaparem a sanções, hipotecando o futuro do país", diz uma manifestante:

"Queremos um país livre, queremos liberdade e justiça livre em nosso país. Está em jogo o futuro dos nossos filhos".

A maioria parlamentar social-democrata aprovou em dezembro três propostas de lei que ameaçam limitar a independência dos magistrados e as prerrogativas do ministério público anticorrupção.

Estas manifestações acontecem na sequência da demissão forçada do primeiro-ministro social-democrata, Mihai Tudose, e da nomeação de um novo chefe de governo, a eurodeputada Viorica Dancila, que declarou apoio às polémicas propostas de lei.

"Se os partidos políticos governantes aqui na Roménia pensavam que os protestos contra a reforma do sistema judiciário tinham acabado, enganaram-se redondamente. Os cidadãos romenos querem um sistema de justiça independente de qualquer tipo de influência política. Querem ver os políticos corruptos na prisão", conclui o repórter da euronews, Hans Der Breile.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Forças de segurança francesas tentam retomar o controlo da principal autoestrada da Nova Caledónia

Opositor de Orbán mobiliza milhares em manifestação anti-governo

Novos protestos contra a guerra em Gaza na Universidade de Sorbonne em Paris