OLAF recomenda retirar financiamento europeu à Hungria

OLAF recomenda retirar financiamento europeu à Hungria
De  Rodrigo Barbosa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Organismo Europeu de Luta Antifraude detetou "sérias irregularidades" em contratos públicos atribuídos a empresa de genro do primeiro-ministro Viktor Orbán

PUBLICIDADE

O Organismo Europeu de Luta Antifraude (OLAF) terá proposto a retirada de 43 milhões de euros em financiamento europeu à Hungria.

A informação é avançada pelo site de notícias 24.hu, que indica que a agência recomendou à Comissão Europeia sancionar Budapeste, depois das "sérias irregularidades" divulgadas na semana passada em concursos públicos ganhos pela Elios, empresa que pertenceu a István Tiborcz, genro do primeiro-ministro Viktor Orbán.

Na sequência de dois anos de investigação, a agência de combate à fraude e corrupção inspecionou 35 contratos públicos de melhoria de iluminação urbana atribuídos à Elios entre 2011 e 2015, projetos cofinanciados pela União Europeia. Para além de irregularidades, o OLAF detetou conflitos de interesses numa grande parte dos casos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vitória de Orbán na Hungria divide Partido Popular Europeu

Hungria recusa prisão domiciliária para ativista antifascista italiana

Novo inimigo político de Orbán divulga alegadas provas de corrupção