A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Os democratas e o Estado da União de Trump

Nancy Pelosi associou ao protesto da violência sexual e vestiu-se de negro
Nancy Pelosi associou ao protesto da violência sexual e vestiu-se de negro -
Direitos de autor
REUTERS/Jonathan Ernst
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mulheres, e também alguns homens, de negro. São democratas e vestiram-se assim para sublinhar a solidariedade com as vítimas de violência sexual e a cultura do sexismo durante o discurso do Estado da União de Donald Trump. Uma mensagem que também terá eco político nas alegações de má conduta do Presidente em relação às mulheres.

Já a primeira-dama, entrou de branco na Câmara dos Representantes e com um dos poucos sorrisos da noite. Circulam informações sobre alegados problemas conjugais com Trump.

Já depois do discurso sobre o Estado da União, a reação democrata ao discurso do presidente surgiu pela voz do neto do antigo presidente John Kennedy.

"Estamos a ser bombardeados com escolhas falsas, uma atrás da outra - trabalhadores do carvão, mães solteiras, comunidades rurais, a costa o ou o campo - como se o mecânico de Pittsburgh em Tulsa e a enfermeira de Birmingham fossem amargos rivais em vez de vítimas de um sistema viciado a favor dos que estão no topo", disse Joseph Kennedy III, escolhido para proferir a tradicional reação democrata ao discurso da União, um momento alto da sua carreira emergente.