Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Os democratas e o Estado da União de Trump

Nancy Pelosi associou ao protesto da violência sexual e vestiu-se de negro
Nancy Pelosi associou ao protesto da violência sexual e vestiu-se de negro -
Direitos de autor
REUTERS/Jonathan Ernst
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mulheres, e também alguns homens, de negro. São democratas e vestiram-se assim para sublinhar a solidariedade com as vítimas de violência sexual e a cultura do sexismo durante o discurso do Estado da União de Donald Trump. Uma mensagem que também terá eco político nas alegações de má conduta do Presidente em relação às mulheres.

Já a primeira-dama, entrou de branco na Câmara dos Representantes e com um dos poucos sorrisos da noite. Circulam informações sobre alegados problemas conjugais com Trump.

Já depois do discurso sobre o Estado da União, a reação democrata ao discurso do presidente surgiu pela voz do neto do antigo presidente John Kennedy.

"Estamos a ser bombardeados com escolhas falsas, uma atrás da outra - trabalhadores do carvão, mães solteiras, comunidades rurais, a costa o ou o campo - como se o mecânico de Pittsburgh em Tulsa e a enfermeira de Birmingham fossem amargos rivais em vez de vítimas de um sistema viciado a favor dos que estão no topo", disse Joseph Kennedy III, escolhido para proferir a tradicional reação democrata ao discurso da União, um momento alto da sua carreira emergente.