Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Russos piratearam e-mails de peritos em drones

Russos piratearam e-mails de peritos em drones
Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo de piratas informáticos russos conseguiu ludibriar pelo menos 87 pessoas a trabalhar para a defesa dos Estados Unidos, particularmente na área dos drones militares, a expor as caixas de correio eletrónico ao roubo de dados. É o que revela uma investigação da agência Associated Press. Não se conhece, ao certo, a amplitude dos dados roubados, mas sabe-se que o grupo, conhecido como Fancy Bear, conseguiu quebrar a ciber-segurança da defesa americana, provando que a proteção dos e-mails não era adequada.

"A pirataria informática não é uma surpresa. A tecnologia de drones é muito desejada e a Rússia tem feito um grande esforço para adquirir esta tecnologia, nos últimos anos. São drones com múltiplas funções, que podem fazer vigilância e reconhecimento, ou mesmo fazer ataques. Os drones que a Rússia tem são micro-UAV, limitados ao reconhecimento de artilharia ou missões de vigilância. Os drones que eles procuram adquirir são mais sofisticados e podem desempenhar mais tipos de missões que os que têm agora", refere Dan Gettinger, co-diretor do Centro para o Estudo de Drones do Bard College.

As vítimas dos ataques informáticos foram, entre outras, cientistas e engenheiros a trabalhar quer para pequenas empresas quer para grandes grupos como a Lockheed Martin, a Boeing ou a Airbus. O método utilizado foi o conhecido como phishing, envio de ligações que podem dar acesso às contas de correio eletrónico. Sabe-se que pelo menos 40 dos 87 peritos alvo deste ataque clicaram nessas ligações. Os e-mails dos peritos podem conter todo o tipo de informação sobre a tecnologia de drones, incluindo informação "top secret", ou ainda detalhes pessoais que podem ser usados para chantagem.