EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Aumenta o número de vítimas devido à vaga de frio

Aumenta o número de vítimas devido à vaga de frio
Direitos de autor 
De  Lurdes Duro Pereira com AFP, Reuters
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Na última noite, as regiões montanhosas da Croácia e da Bósnia registaram temperaturas abaixo dos 20°C

PUBLICIDADE

A vaga de frio siberiano que está a afetar a Europa já provocou 41 mortos. Muitas das vítimas são, acordo com o mais recente balanço, sem-abrigo.

Várias regiões do Reino Unido acordaram, esta quarta-feira, cobertas por um manto de neve que está a originar transtornos nos transportes públicos. Na última noite, as temperaturas nos arredores de Londres atingiram os 10°C negativos. O recorde foi, no entanto, batido nas regiões montanhosas da Croácia e da Bósnia com os termómetros abaixo dos 20°C.

Apanhar um comboio ou um avião está a revelar-se uma autêntica dor de cabeça para centenas de passageiros.

Aquela que já é considerada a maior vaga de frio dos últimos anos levou ao encerramento de várias escolas e Portugal não foi exceção. Alguns chama-lhe a "A Besta de Leste" outros "o Urso Siberiano" certo é que esta vaga de frio não deixou ninguém indiferente. Alguns decidiram cobrir-se dos pés à cabeça para enfrentar as baixas temperaturas, outros optaram por testar os limites.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Europa regista temperaturas cada vez mais extremas

Inverno invulgarmente quente deixa parte da Áustria sem neve

Tempestade atinge nordeste dos EUA