EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Confrontos étnicos provocam meia centena de mortos na RD Congo

RD Congo é palco de confrontos étnicos instigados por rivalidades antigas
RD Congo é palco de confrontos étnicos instigados por rivalidades antigas Direitos de autor REUTERS/Max Rossi
Direitos de autor REUTERS/Max Rossi
De  Francisco Marques
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O balanço de vítimas começou por ser avançado pelo ministro do Interior congolês, mas viria a ser revisto na France Press pelo diretor da ONG Caritas, de Bunia

PUBLICIDADE

Pelo menos 49 pessoas foram mortas numa onda de violência entre as comunidades Hema e Lendu registada durante a madrugada de quinta para sexta-feira, em Ituri, no nordeste da República Democrática do Congo.

"Contámos 49 corpos e haverá ainda outros por descobrir", disse à France Press Alfred Ndrabu Buju, diretor da ONG Cáritas de Bunia, capital da província de Ituri.

A agência chinesa Xinhua noticiou que o ataque visou a aldeia de Maze, habitada pela comunidade Hema, terá sido alvo de um ataque surpresa por assaltantes Lendu.

A Xinhua explica que as hostilidades já se fazem sentir na região de Ngjugu há mais de dois meses, tendo provoicado mais de 100 mortos.

Milhares de casas terão sido incendiadas e mais de 60 mil pessoas fugiram para Bunia, a capital da província. Outros milhares de pessoas terão fugido mesmo para o Uganda.

O apelidado "conflito de Ituri" é antigo entre os Lendu, uma comunidade de agricultores, e os Lendu, uma comunidade dedicada à pastorícia.

Na base do atrito está uma rivalidade dos tempos do colonialismo belga agravada nos anos 70 do século XX por uma controversa de posse e venda de terras.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU alerta para perigo de fome na região de Kasai

Uganda enterra vítimas do massacre em escola

Inundações da República Democrática do Congo matam mais de 400 pessoas