Última hora

Última hora

Eleições italianas: França reconhece más notícias para a UE

Em leitura:

Eleições italianas: França reconhece más notícias para a UE

Eleições italianas: França reconhece más notícias para a UE
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar do clima de incerteza pós-eleitoral e dos bons resultados das formações eurocéticas, a Comissão Europeia diz estar confiante que as eleições italianas resultarão num governo estável.

O porta-voz do executivo de Bruxelas, Margaritis Schinas, afirmou que "no que diz respeito ao impacto potencial e etc", devemos "manter-nos calmos e seguir em frente".

Na Alemanha, confrontada a vários meses de negociações para a formação de uma coligação, espera-se que o processo seja rápido e bem sucedido em Itália.

Annegret Kramp-Karrenbauer, secretária-geral da CDU da chanceler Angela Merkel, diz "esperar que as coisas avancem em Itália de forma a formar um governo estável e, sobretudo, no espírito comum europeu".

Já o presidente francês reconheceu que o resultado das eleições em Itália está longe de ser favorável à União Europeia.

Durante uma conferência de imprensa no Palácio do Eliseu, Emmanuel Macron afirmou que "no mundo de hoje, podemos defender ideias maravilhosas, mas não podemos fazê-lo pondo de lado a brutalidade do contexto. E a Itália sofreu da pressão que dura há meses e meses no contexto da enorme pressão migratória. Precisamos de ter isso em mente".