EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Donald Trump saúda aproximação de Kim Jong-un... mas à cautela

Kim jong-un acena aos Estados Unidos mas Donald Trump desconfia
Kim jong-un acena aos Estados Unidos mas Donald Trump desconfia Direitos de autor REUTERS/Damir Sagolj/ Leah Millis
Direitos de autor REUTERS/Damir Sagolj/ Leah Millis
De  Francisco Marques com Reuters, Yonhap
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente dos Estados Unidos está satisfeito com as declarações de ambas as Coreias, mas quer esperar para ver ações concretas de Pyongyang

PUBLICIDADE

O presidente dos Estados unidos saudou os "possíveis progressos" na eventual desnuclearização da Coreia do Norte, mas alerta que a suspensão dos ensaios nucleares norte-coreanos, anunciados pela vizinha do sul, pode não passar de uma falsa esperança.

Donald Trump considera "muito positivo" o agendamento para abril de uma cimeira entre os líderes de ambas as Coreias. No entanto, o líder da Casa Branca mantém-se à cautela, na expectativa de ver ações concretas por parte de Pyongyang, mais do que ouvir palavras.

"Penso que as declarações feitas pela Coreia do Sul e a Coreia do Norte têm sido muito positivas. Este tem sido um caminho longo, pelo menos em termos retóricos, com a Coreia do Norte. Seria muito bom para o mundo, para a Coreia do Norte e para a península coreana [a desnuclearização]. Vamos ver como evolui", afirmou Trump durante uma receção ao primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven.

Ainda esta semana, é esperado em Washington Chung Eui-yong, o chefe da Segurança Nacional sul-coreana, para informar os responsáveis da Administração Trump sobre os resultados do recente encontro com Kim Jong-un em Pyongyang.

O líder da Coreia do Norte reuniu-se segunda-feira com representantes sul-coreanos em Pyongyang.

Além de abrir a porta à primeira cimeira com o presidente da Coreia do Sul e admitir rever o respetivo programa nuclear, Kim Jong-un terá revelado também abertura para falar com os Estados Unidos, garantiram os responsáveis sul-coreanos.

Pelo Twitter, Trump admitiu que "pela primeira vez, em muitos anos, está a ser feito um esforço sério por todas as partes", mas também avisou: "O mundo está alerta e à espera. Pode ser uma falsa esperança, mas os Estados Unidos estão prontos para ir com tudo em qualquer direção!"

Alguns responsáveis na Administração norte-americana receiam que esta seja apenas uma tentativa da Coreia do Norte ganhar tempo perante o iminente agravamento das sanções sobre o país devido ao alegado programa nuclear seguido nos últimos meses.

"Penso que eles estão a ser sinceros. Penso que estão a ser sinceros também por causa das sanções e pelo que nós estamos a fazer a respeito da Coreia do Norte, incluindo a grande ajuda que tivemos da China", acrescentou Trump, na referida reaçao ao lado do chefe do Governo sueco.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Donald Trump aceita convite para um encontro com Kim Jong-un

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa