Última hora

Última hora

Putin indiferente se russos forem condenados por ingerência eleitoral

Em leitura:

Putin indiferente se russos forem condenados por ingerência eleitoral

Putin indiferente se russos forem condenados por ingerência eleitoral
Tamanho do texto Aa Aa

Para Vladimir Putin "tanto faz" se cidadãos russos forem condenados por ingerência nas eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos porque as ações não estão relacionadas com o Governo.

Numa entrevista à estação de televisão norte-americana NBC, o chefe de Estado russo respondeu de forma abrupta quando questionado sobre alegada interferência no escrutínio.

"Não faz qualquer diferença porque não representam o Governo. [...] Absolutamente. Eles não representam os interesses do Estado russo", disse Putin.

Robert Mueller, o procurador especial que investiga a alegada ingerência russa apresentou acusações contra 13 cidadãos e três grupos russos.

Putin disse que "podem ser ucranianos, tártaros, judeus, simplesmente com cidadania russa ou permissão de residência." Acrescentou que "pode ser que os americanos lhes tivessem pago por fazer esse trabalho."