Última hora
This content is not available in your region

"É claro que houve violações nestas eleições"

euronews_icons_loading
"É claro que houve violações nestas eleições"
Direitos de autor  Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Nem as 40 mil câmeras de vigilância postas nas mesas de voto, nem os vigilantes destinados a controlar o dia eleitoral foram suficientes para terminar com as supeitas de fraude nas eleições da Rússia.

As denúncias começaram a surgir logo ao início do dia eleitoral mas, mesmo assim, Jan Petersen, responsável pela Entidade para a Demoracia em Instituições e Direitos Humanos, admite que o dia das eleições presidenciais "correu muito bem".

"É claro que houve algumas violações. Vimos em sete cidades pessoas a encherem as urnas com boletins falsos, mas, em grande parte, podemos dizer que tecnicamente falando, o dia da votação correu muito bem.".

Já para o responsável pelo Movimento para a Defesa dos Direitos dos Eleitores, Grigory Melkonyants, estes resultados "foram conseguidos com uma campanha eleitoral não-livre, desigual e não competitiva." e que a vontade dos eleitores "não foi representada".