Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Turquia estende ofensiva na Síria e admite entrar no Iraque

Turquia estende ofensiva na Síria e admite entrar no Iraque
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ancara vai alargar a ofensiva no norte Síria. O anúncio é feito pelo chefe de Estado turco, um dia depois de o exército ter assumido o controlo de Afrin. Recep Tayyip Erdogan dá por concluída a etapa "mais importante" da operação Ramo de Oliveira, mas diz que a ofensiva vai continuar. Manbej, localizada a cerca de uma centena de quilómetros a leste e controlada por milícias curdas é a cidade que se segue. O objetivo garante o Presidente turco não é ocupar o território sírio, mas acabar com a ameaça terrorista curda.

Erdogan admite avançar, também, com uma ofensiva norte do Iraque para combater o PKK, Partido dos Trabalhadores do Curdistão caso Bagdade não tome medidas.

"Ao assumirmos o controlo da cidade de Afrin, na Síria, concluímos uma das fases mais importantes da operação Ramo de Oliveira. Agora vamos seguir para Manbej, Ayn al Arab, Ras al-Ayn e Qamisli. E vamos continuar até abolirmos por completo o corredor controlado pelos curdos das Unidades de Proteção do Povo" refere Recep Tayyip Erdogan, chefe de Estado turco.

Do enclave de Afrin, chegam relatos de roubos e pilhagens atribuídos a homens que combatem ao lado de Ancara os curdos das Unidade de Proteção do Povo. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos aponta o dedo a elementos do Exército Livre da Síria.