EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Jovem palestiniana condenada a 8 meses de prisão

Jovem palestiniana condenada a 8 meses de prisão
Direitos de autor Reuters
Direitos de autor Reuters
De  Ana Serapicos
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ahed Tamimi tornou-se um símbolo de ativismo depois de agredir dois soldados israelitas em Dezembro de 2017

PUBLICIDADE

Ahed Tamimi, a adolescente palestiniana que agrediu os dois militares israelitas, em Dezembro, à porta de sua casa, na Cisjordânia, foi condenada a 8 meses de prisão.

A rapariga de 17 anos caiu na ribalta depois do ato de rebeldia perante as forças de Israel, durante a ocupação do território palestiniano. 

O ato valeu-lhe uma pena que, para a advogada, poderia ter sido bem mais pesada caso o acordo não tivesse acorrido perante um processo público.

_"O processo militar queria manter Ahed na prisão por vários anos porque esse caso é um caso de dissuasão. Eles estão a tentar impedir que outros jovens palestinianos resistam à ocupação como Ahed fez.", admite _Gabi Lasky, a advogada de Tamimi. 

O Ministro da Educação de Israel, Naftali Bennett, em reação ao episódio, disse que Ahed Tamimi "deveria passar o resto da vida na prisão.".

A violência do episódio protagonizado por esta adolescente ativista correu o mundo.

Além dos 8 meses, Ahed Tamimi terá também de pagar 1400 dólares de multa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tamimi: palestiniana de 17 anos julgada à porta fechada

Ícone palestiniana Ahed Tamimi aguarda julgamento em detenção

Jovem palestiniana Ahed Tamimi detida em Israel