EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Morreu o fundador do Sistema de Orquestras da Venezuela

Morreu o fundador do Sistema de Orquestras da Venezuela
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com LUSA
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

José António Abreu faleceu aos 79 anos de idade, por motivos de saúde.

PUBLICIDADE

José António Abreu, fundador do chamado Sistema de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela, morreu aos 79 anos, por motivos de saúde.

El Sistema, como é conhecido na Venezuela, promove a integração social de jovens através da música e inspirou várias orquestras em todo o mundo, dos Países Baixos aos Estados Unidos.

Foi o caso da portuguesa Orquestra Geração - Sistema Portugal, que, tal como na Venezuela, promove a inclusão social que aposta na aprendizagem da música a jovens e comunidades desfavorecidas.

Economista, político, maestro e compositor, José António Abreu nasceu em Valera, no Estado venezuelano de Trujillo, em 1939.

Reuters
Abreu passou mais de 40 anos numa missão que ele próprio dizia ser de "democratizar a música", através do Sistema Nacional de Coros e Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela.Reuters

Prémios e reconhecimento internacional

Aos 18 anos, começou por estudar órgão e cravo, em Caracas. Em 1967 foi distinguido com o Prémio Nacional de Música Sinfónica.

Entre 1989 e 1995 foi ministro venezuelano da Cultura, vice-presidente e Diretor do extinto Conselho Nacional da Cultura (Conac).

Em 1975, ano de fundação do Sistema, Abreu promoveu o primeiro périplo da Orquestra Sinfónica Simón Bolívar, que nasceu de um grupo de 11 jovens músicos.

Recebeu vários prémios internacionais, entre eles o prémio Príncipe de Astúrias das Artes (2008) e o Polar Music Prize (2009).

Do El Sistema saíram músicos reconhecidos, como o maestro e diretor de orquestra Gustavo Dudamel.

Estima-se que mais de 500 mil jovens venezuelanos passaram pelo Sistema.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Gustavo Dudamel une os americanos de sul a norte

Gustavo Dudamel anima ateliê com 300 jovens no México

Orquestra de refugiados que vivem no Brasil faz sucesso