Kosovo: Ministro do Interior e chefe das Secretas demitidos

Kosovo: Ministro do Interior e chefe das Secretas demitidos
Direitos de autor REUTERS/Hazir reka
Direitos de autor REUTERS/Hazir reka
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em causa, a expulsão de 6 cidadãos da Turquia

PUBLICIDADE

Ministro do Interior e chefe da Secreta no Kosovo demitidos. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro esta sexta-feira.

No Twitter, Ramush Haradinaj afirma que a decisão tem efeitos imediatos.

O chefe do governo kosovar mantém que não foi informado da detenção e extradição de seis cidadãos turcos para Ancara.

Na versão do Ministro do Interior, agora demitido, os vistos de residência dos 6 turcos foram revogados por razões de segurança. Sabe-se no entanto que trabalham em escolas do movimento Fethullah Gulen, acusado pelo governo da Turquia de ter tentado um golpe de estado em 2016.

Nazmi Ulus, Diretor de uma das escolas Gulen no Kosovo, não esconde o receio. "A razão para estas prisões, pelo que sabemos, são as pressões do regime de Erdogan, na Turquia", afirma.

Jasim Karabina, mulher de um dos detidos, conta que ela e o filho foram obrigados a ir com os agentes de segurança. Agentes que acusa serem diretamente do MIT - o serviço secreto turco - e não da polícia kosovar.

Os seis turcos, foram presos e,segundo as últimas informações, estão já nas sob custódia dos agentes de Erdogan.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Erdogan critica "postura errónea" de Macron

Nenhuma decisão concreta na cimeira UE-Turquia

Kosovo: população foi a votos para destituir quatro presidentes de câmara de etnia albanesa