Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Em Montenegro é dia de escolher um novo presidente

Em Montenegro é dia de escolher um novo presidente
Direitos de autor
reuters
Tamanho do texto Aa Aa

As mesas de voto já estão abertas em Montenegro para as eleições presidenciais.

A pequena república situada nos balcãs tem 530 mil votantes, das quase 700 mil pessoas que lá vivem. Elegem hoje um novo presidente que irá substituir Filip Vujanovic, o qual governa desde 2003. Filip foi o terceiro presidente de Montenegro mas o primeiro depois de Montenegro se tornar independente, a 3 de Junho de 2006. O Mandato de Filip termina em Maio deste ano.

Dos sete candidatos que hoje vão a votos, Milo Djukanovic, antigo primeiro-ministro, é o favorito nas intenções de voto.

reuters
Milo Djukanovicreuters

Mladen Bojanic, economista e agente da bolsa, defende um país "moderno e europeu". É o principal rival de Milo. Uma recente pesquisa do Centro para a Democracia e os Direitos Humanos (Cedem) dá 35,5% das intenções de voto a Bojanic e 50,6% a Milo Djukanovic.

Reuters
Mladen BojanicReuters

Estas eleições ficam marcadas também, por, pela primeira vez na história de Montenegro, uma mulher ser candidata à presidência: Draginja Vuksanovic, do Partido Social Democrata.

Estas eleições presidenciais chegam numa altura em que Montenegro "bate à porta" da União Europeia. O país pertence à NATO desde 2017 e, de todos os países que preparam terreno para entrar na UE, é o que parece estar mais perto da adesão, de acordo com um relatório de fevereiro, anunciado pelo bloco.