UNESCO atribui cátedra sobre Patrimónios a Coimbra

UNESCO atribui cátedra sobre Patrimónios a Coimbra
Direitos de autor François Philipp com licença Creative Commons 2.0
De  Euronews com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Anúncio feito em pleno Ano Europeu do Património

PUBLICIDADE

A Universidade de Coimbra (UC) obteve a Cátedra UNESCO **"**Diálogo Intercultural em Patrimónios de Influência Portuguesa", anunciou hoje este estabelecimento de ensino.

A nova Cátedra UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) terá como “principais eixos de ação a investigação, formação avançada e cooperação para o desenvolvimento no âmbito dos designados patrimónios vivos – a paisagem e a língua –, com o objetivo de contribuir para a construção de alternativas integradas às agendas hegemónicas da globalização”, afirma a UC numa nota enviada hoje à agência Lusa.

A atribuição da cátedra resulta de “uma exigente e rigorosa avaliação por peritos internacionais, após candidatura apresentada pela UC”, sublinha.

Para o titular da cátedra, Walter Rossa, docente do Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia e investigador do Centro de Estudos Sociais da UC, a candidatura “surgiu como sequência natural do trabalho já desenvolvido no âmbito do doutoramento Patrimónios de Influência Portuguesa e da iniciativa Alta Sophia [que culminou na classificação desta área como Património Mundial] e alinha na estratégia global de internacionalização da Universidade de Coimbra”.

“Este ‘selo de qualidade’ expressa o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela UC, Património Mundial da UNESCO, e é uma prova de confiança no trabalho que nos propusemos desenvolver no sentido de afirmar o património e a cultura como ativos essenciais para o desenvolvimento sustentável, na linha dos objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas”, afirma o docente e investigador, citado pela UC.

O grande objetivo, sublinha ainda Walter Rossa, é “criar sinergias através do diálogo intercultural subjacente ao conceito de influência portuguesa. Essa influência, por exemplo, por meio da língua comum, mantém cerca de 4% da população mundial potencialmente conectada”.

A Cátedra UNESCO Diálogo Intercultural em Patrimónios de Influência Portuguesa envolve, à partida, meia centena de docentes e investigadores numa parceria com várias instituições europeias, brasileiras e africanas, designadamente a Universidade do Algarve, a Università degli Studi di Bologna (Itália), a Universidade Federal Fluminense (Brasil), as universidades Eduardo Mondlane e Lúrio (Moçambique), a Université Paris Nanterre (França) e MEIA - Mindelo Escola Internacional de Arte (Cabo Verde), bem como o Instituto Camões e a Fundação Calouste Gulbenkian, conclui a UC.

O Programa de Cátedras UNESCO UNITWIN foi criado, em 1992, com o objetivo de promover a cooperação e interligação entre universidades, a nível internacional, para reforçar as capacidades institucionais através da partilha de conhecimento e do trabalho colaborativo.

A Rede Cultura, Turismo e Desenvolvimento UNITWIN reúne mais de 700 instituições de 116 países.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"516 Arouca": A maior ponte pedonal suspensa do mundo

Artistas querem maior fatia do "bolo cultural"

UNESCO acrescenta maravilhas ao Património Mundial