EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ostritz responde a celebração de Hitler com um Festival da Paz

Símbolo anticonstitucional pode sair caro a concentração neo-nazi
Símbolo anticonstitucional pode sair caro a concentração neo-nazi Direitos de autor REUTERS/Hannibal Hanschke
Direitos de autor REUTERS/Hannibal Hanschke
De  Francisco Marques com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cidade alemã, junto à fronteira com a Polónia, acolhe concentração neonazi e residentes respondem com evento de promoção à tolerância e partilha

PUBLICIDADE

Várias centenas de militantes neonazis reuniram-se sexta-feira em Ostritz, no leste da Alemanha, junto â fronteira com a Polónia, para celebrarem o 129.° aniversário de Adolf Hitler, curiosamente nascido na Áustria, em 1889.

Uma boa parte dos residentes desta cidade de 2300 habitantes não está de acordo com a realização ali da concentração nacionalista.

Sem forma de a impedir, o melhor que conseguiram foi criar um evento paralelo, o Festival da Paz, onde pretendem promover a tolerância, a partilha e o cosmopolismo que alegam caraterizar Ostritz.

A concentração nenonazi prolonga-se pelo fim de semana, é promovida pelo NPD, o partido Nacional-Democrático da Alemanha, intitula-se "Escudo e Espada", inclui um festival de rock e vários comícios políticos. O consumo de cerveja foi, no entanto, proibido,

Não só alemães participam neste encontro neonazi. Vários carros de matrícula estrangeira foram vistos a entrar num recinto, cuja cerca está coberta por imagens de propaganda dio NPD.

O controlo à porta é feito por vários seguranças cujas camisolas ostentam a imagem de duas granadas cruzadas (fotografia no topo), um símbolo de clara implicação nazi e que ameaça levar o evento a tribunal por ser considerado anti-constitucional.

As duas granadas distinguiam as Waffen SS, o braço armado das tropas de proteção ("schutzaffel", em alemão) de Adolf Hitler.

Ficaram também conhecidas pelo nome de um dos seus comandantes, Oskar Dirlewanger, uma oficial com reputação de sadismo, crueldade e atrocidades cometidas contra judeus.

Há registo da detenção pela polícia alemã de algumas pessoas relacionadas a esta celebração do aniversa´rio de Hitler em Ostritz, por terem efetuado em público a conhecida saudação nazi, esticando o braço direito ligeiramente levantado.

Outras fontes • Die Welt

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Forças especiais alemãs investigadas por neonazismo

Governo alemão acusa AfD de defender ideais nazis

Membros da AfD e da CDU terão encontrado neonazis em reunião secreta