A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Vinte anos de prisão para principal suspeito dos ataques de Paris

Vinte anos de prisão para principal suspeito dos ataques de Paris
Direitos de autor
Frederic Sierakowski/Pool via REUTERS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Salah Abdeslam, o principal suspeito dos ataques de Paris de 2015, foi condenado a 20 anos de prisão, por terrorismo e tentativa de assassinato, por um tribunal de Bruxelas, pela sua participação num tiroteio policial, na capital belga a 15 de março de 2016, três dias antes da sua detenção. Abdelslam está detido em Paris, pelo que não esteve presente na leitura da sentença.

Este não é o processo principal mas para quem perdeu alguém no ataque ao aeroporto de Bruxelas, em 2016, é um passo importante:

"Para nós este processo é também importante, tanto para as vítimas do 13 de novembro em Paris, como para as do 22 de março em Bruxelas, sabemos que se trata de uma célula única, e não podemos descartar nenhuma peça do puzzle. É preciso ver tudo como um todo", explica Philippe Vansteenkis, da Associação pelas vítimas de Terrorismo V-Europe.

"Um familiar de Abdeslam, disse à euronews que alguns parentes dos suspeitos de terrorismo envolvidos nos ataques em Bruxelas e Paris, e que residem na Bélgica, foram notificados para serem ouvidos em Paris por investigadores franceses. Este procedimento fará parte dos preparativos para o julgamento de Salah Abdeslam, que poderá acontecer em França em 2020 ou 2021".