Última hora

Última hora

Condenação de Cosby "é mensagem para mulheres de todo o mundo"

Em leitura:

Condenação de Cosby "é mensagem para mulheres de todo o mundo"

Condenação de Cosby "é mensagem para mulheres de todo o mundo"
Tamanho do texto Aa Aa

O ator e comediante dos Estados Unidos, conhecido sobretudo pelo sucesso da série The Cosby Show, em que interpretava o papel de um médico e pai de família modelo, foi novamente condenado por abusos sexuais por um tribunal do estado da Pensilvânia.

Cosby enfrentou, novamente, as acusações de várias mulheres que dizem ter sido drogadas e depois abusadas pelo ator.

Agora com 80 anos, Bill Cosby foi considerado culpado das três acusações, relacionadas com abuso sexual, relativas a um das mulheres que o acusou, Andrea Constand.

Constand trabalhava na Universitade Temple, em Filadélfia quando, segundo disse, sob juramento, Cosby a drogou e abusou dela na casa dele, na região de Filadélfia, em 2004.

De acordo com a NBC News, o veredito foi a primeira grande batalha nos tribunais para o movimento #METOO, que tem vindo a expôr escândalos sexuais no mundo dos media, espetáculo e política.

Lili Bernard é atriz e uma das várias mulheres que acusou o ator de abusos sexuais. Tudo aconteceu, de acordo com Bernard, nos início dos anos 90, quando participou em alguns episódios da sictom The Cosby Show.

Lili Bernard descreveu a confirmação da sentença como "uma vitória para todas as mulheres vítimas de abusos sexuais no mundo."

"O juri mostrou que o movimento #METOO afirma que vale a pena acreditar nas mulheres," disse Bernard, emocionada, aos jornalistas, à saída do tribunal.

A atriz disse ainda que o veredito "restaurou a sua fé na humanidade."

Gloria Allred, avogada das queixosas, referiu a importância de ouvir as palavras das mulheres em casos como este, que envolvem pessoas influentes e com muito poder:

"Disse-o antes do veredito. Quantas mulheres são necessárias para que se acredite numa mulher em vez do que diz um homem rico e poderoso? Neste caso, a resposta é quatro."

Bill Cosby permanece em liberdade até ser conhecida a sentença.

Agora com 80 anos, poderá permanecer até 10 anos na prisão, embora os media digam que é provável que, por causa da idade, não deva cumprir a pena. Tudo indica que deverá permanecer numa determinada residência, com movimentos limitados e sem passaporte.

Bill Cosby mantém que é inocente de todas as acusações e disse que o que aconteceu com Andrea Constand foi absolutamente consentido. No entanto, pagou à queixosa o equivalente a mais de três milhões de euros em 2006, para resolver o caso pela via civil.

O veredito foi o final de um caso que durou 18 anos, passou por dois julfamentos e por várias investigações policiais.

Várias instituições académicas norte-americanas decidiram distanciar-se de Cosby, depois de conhecido o veredito, como a Universidade Carnegie Mellon, em Pittburgh e a Universidade de Notre Dame, que suspenderam os diplomas honorários que tinham atribuido ao comendiante e ator.

Tudo indica que a imagem de Cosby muito dificilmente podeverá recuperar de mais uma condenação pelos tribunais. A procuradora Kristen Feden definiu-o como um abusador que usava a imagem de celebridade da televisão para chegar até mulheres que acreditava conseguir silenciar.