Última hora

Última hora

"Besta" do mar da Nazaré vale novo recorde do Guinness

Em leitura:

"Besta" do mar da Nazaré vale novo recorde do Guinness

"Besta" do mar da Nazaré vale novo recorde do Guinness
@ Copyright :
http://www.worldsurfleague.com
Tamanho do texto Aa Aa

É oficial: Está batido o recorde do mundo que durante anos pertenceu ao havaiano Garreth McNamara, com uma das já mundialmente famosas ondas da Nazaré, em Portugal.

A maior onda surfada no mundo continua a ser da Praia Norte, mas o novo detentor do recorde é agora Rodrigo Koxa com uma onda que ultrapassou em 61 centímetros o anterior recorde do haiavano.

A "surfada" do brasileiro aconteceu a oito de novembro e logo na altura muito se especulou a propósito de um eventual novo recorde do mundo.

A marca foi agora confirmada, em Santa Mónica, nos Estados Unidos, na entrega dos prémios anuais das ondas XXL, pela Liga Mundial de Surf.

A onda de Rodrigo Koxa foi validada com 24, 38 metros (80 pés) e confirmada no evento como "um novo recorde do Guinness", agora na posse de Rodrigo Koxa.

O brasileiro não conteve a alegria no momento de subir ao palco e receber o troféu.

Garreth McNamara reagiu pelo Instagram à perda do recorde e com desportivismo.

"Estou tão orgulhoso, Rodrigo Koxa, que tenhas ganho a maior onda este ano. Quando o Rodrigo veio a primeira vez ao Havai, ficou comigo na minha casa e partilhei com ele durante anos toda a minha experiência. Depois ele veio para a Nazaré, muito humilde e agradecido. É uma das pessoas mais agradecidas que conheci", escreveu o havaiana.

The day I arrived in Nazare, so crazy, only 8 years ago. I knew we had just found the biggest wave in the world. For years there was no one out and not a single soul at the light house. Most days I was the only surfer in the town and would surf alone. @andrew_cotty would join me on certain swells and eventually @hugovau . There was also @josegregoriosurf @rubengonzi and @al_mennie in the beginning. Even after Cotty put me on the Guinness World record wave it would still be a couple years until the big wave community believed and then finally joined us in Nazare. There is no big wave surf spot that deserves to have the record besides Nazare. She is challenging, majestic, massive and every other adjective that has to do with being monstrous and mysterious. So, so special!!! She is the 8th wonder of the world and I am so happy for her (NAZARE) I am so proud you @rodrigokoxa won biggest wave this year!!! When Rodrigo first came to Hawaii he lived with me at my house and I shared all my experience with him for years. Then he came to Nazare, so humble and grateful. One of the most grateful people I have ever come across. He is now a living example that gratitude will take you farther than any other personality trait. His gratitude and humbleness has paid off ten fold. His eagerness and willingness to ask for guidance and learn everything has gotten him where he is tonight. Congrats @rodrigokoxa and #nazare. #wsl #xxlbigwaveawards #bigwaveawards2018 #gratitudeisthebestattitude

Uma publicação partilhada por GARRETT McNAMARA (@mcnamara_s) a

McNamara considera que "a gratitude e humildade" de Koxa "está a retribui-lo dez vezes mais". "A avidez e desejo dele em pedir orientação e aprender tudo trouxeram-no onde chegou esta noite (de sábado). Parabéns Rodrigo Koxa e Nazaré", conclui o até ontem detentor do recorde do Guinness para a maior onda surfada, com uma "besta" da Nazaré de 23,77 metros que McNamara apanhou a 01 de novembro de 2011 .

O havaiano não deixou também de fazer uma declaração de amor à praia onde se tornou recordista do mundo.

"Não há local de ondas grandes que mereça ter o recorde além da Nazaré. A onda [da Nazaré] é desafiante, majestosa, massiva e qualquer outro adjetivo relacionado com ser monstruoso e misterioso. É tão, tão especial. É a oitava maravilha do mundo", considerou.

Nazaré na "crista" das ondas grandes

A Nazaré acabou por estar também em destaque nesta entrega dos prémios de 2018. O vencedor da melhor prestação masculina foi o também brasileiro Lucas "Chumbo" Chianca, curiosamente o vencedor este ano do Big Wave Tour da Nazaré.

A melhor prestação feminina do ano foi para a canadiana Paige Alms, campeã do WSL Big Wave Tour 2017/18.

A onda iniciada pelo britânico Andrew Cotton também na Nazaré, a nove de novembro, acabou por valer o prémio mais doloroso da noite: o da maior queda do ano.