A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Habitantes de Mossul pedem ajuda aos futuros líderes do Iraque

Habitantes de Mossul pedem ajuda aos futuros líderes do Iraque
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É com uma cidade em ruínas que os habitantes da martirizada Mossul, no norte do Iraque, se preparam para as eleições legislativas do próximo sábado.

Aqui falta tudo. A luta pela sobrevivência é uma constante e a eleição significa a esperança para alguns, como Mohammed Abdul Haq:

"Precisamos de água e eletricidade. Temos recebido a visita de entidades oficiais. Eles sabem o que nós necessitamos. Têm visto que as casas foram todas destruídas. O meu irmão morreu como muitas outras pessoas por causa da guerra e por causa do Daesh. Não temos senhas de racionamento e precisamos que as autoridades nos ajudem. Recebemos mantimentos apenas para um mês. Para os próximos três meses não temos nada".

Mas, uma vez mais, nem todos acreditam que o processo eleitoral vai decorrer sem problemas e que o resultado será fiável. A candidata pela Aliança Nacional Iraquiana, Sumaiya Ghanam, levanta dúvidas: "Hoje estamos a ver que os votos vão ser conseguidos a troco de dinheiro. Eles têm muito dinheiro e estão prontos a gastar milhões de dólares nesta eleição. Todo o dinheiro que tem sido gasto foi roubado aos meus filhos que aqui estão e eles vão continuar a roubar cada vez mais".

Estas são as primeiras eleições legislativas desde que foi anunciada oficialmente a vitória sobre os combatentes do Estado Islâmico (EI). A forma como vão decorrer e as consequências do resultado do voto no futuro do país mantém a comunidade internacional de olhos postos no Iraque.