Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Eleições no Iraque sem favorito à vitória

Eleições no Iraque sem favorito à vitória
Direitos de autor
REUTERS/Ari Jalal
Tamanho do texto Aa Aa

São as primeiras eleições nacionais no Iraque após a declaração de vitória sobre o Daesh e não há quem arrisque previsões sobre o vencedor. Há 87 partidos e 7 mil candidatos aos 329 assentos no parlamento.

Ao que tudo indica, o escrutínio já ficou marcado pela explosão de um carro armadilhado em Kirkuk, que terá feito, pelo menos, três mortos.

O atual Presidente Haider al-Abadi enfrenta a concorrência dos antigos primeiro-ministro Nuri al-Maliki e ministro Hadi al-Amiri, que têm ligações ao Irão.

Pela primeira vez, os partidos xiitas, que dominaram a vida política iraquiana nos últimos 15 anos, não se apresentam com uma lista única, devido a divisões internas. O mesmo acontece com curdos e sunitas.

Esta sexta-feira, uma grande reportagem da VICE para a HBO mostrava a crescente influência do Irão no Iraque, facto que pode ser determinante no resultado.