EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Partido anti-imigração vence na Eslovénia

Janez Jansa, líder do SDS
Janez Jansa, líder do SDS Direitos de autor REUTERS/Borut Zivulovic
Direitos de autor REUTERS/Borut Zivulovic
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com 25% dos votos, o Partido Democrático ganha as eleições, mas tem de encontrar parceiros para formar governo

PUBLICIDADE

A direita volta a ganhar terreno na Eslovénia. O Partido Democrático do antigo primeiro-ministro Janez Jansa foi o mais votado. Uma campanha assente num discurso contra a imigração valeu 25 por cento dos votos.

No discursos de vitória, Jansa acenou a bandeira da cooperação. "O Partido Democrático da Eslovénia está disponível para cooperar. Os próximos tempos precisam de cooperação. A nossa porta está aberta no que diz respeito ao diálogo como tem sido sempre que o partido foi chamado a formar governo," afirmou.

O líder do segundo partido mais votado já respondeu: "Saúdo o vencedor e desejo-lhe sorte na constituição do governo. Apesar disso, vamos-nos manter fiéis ao que dissemos durante a campanha: não vamos fazer parte de qualquer governo com o SDS," disse Marjan Sarecs, da Lista Marjan Sarecs.

Não está afastado um cenário de novas eleições. Para já, o único partido a aceitar trabalhar com o SDS é a Nova Eslovénia, também de centro-direita, mas que teve apenas 7,1 % dos votos - longe de uma maioria consistente que faça aprovar um programa de governo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Parlamento esloveno escolhe novo primeiro-ministro

Na Eslovénia, Tusk prepara o futuro dos Balcãs

Bruxelas disponível para mediar conflito no Adriático entre Croácia e Eslovénia