Bélgica despede-se de polícias assassinadas pelo Daesh

Bélgica despede-se de polícias assassinadas pelo Daesh
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As exéquias de Lucile Garcia e Soraya Belkacemi contaram com a presença de milhares de populares e do primeiro-ministro belga, Charles Michel.

PUBLICIDADE

A Bélgica prestou, esta terça-feira, homenagem às duas mulheres polícias assassinadas na semana passada na cidade de Liège, num ataque já reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

O país tem sido alvo de vários ataques jihadistas, o que leva a população e os agentes da autoridade a pedir medidas.

"Hoje é um dia de tristeza, não de raiva. O dia para se fazer perguntas terá de vir rapidamente. É preciso encontrar soluções para um problema que está a ficar cada vez mais preocupante", afirma o agente Marc Manteca.

As exéquias de Lucile Garcia e Soraya Belkacemi contaram com a presença de milhares de populares e do primeiro-ministro belga, Charles Michel.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Segurança nos estádios de futebol é reforçada após ameaça do Estado Islâmico

Polícia italiana detém alegado membro ativo do Estado Islâmico em Roma

Rússia detém homem do Quirguistão suspeito de estar envolvido no último ataque a Moscovo