Última hora

Última hora

Rússia gera discórdia entre Europa e EUA no G7

Em leitura:

Rússia gera discórdia entre Europa e EUA no G7

Rússia gera discórdia entre Europa e EUA no G7
Tamanho do texto Aa Aa

A questão do regresso, ou não, da Rússia ao grupo está a dividir a Europa e os Estados Unidos na cimeira do G7 que está a decorrer no Canadá. É o primeiro encontro em que participam dois chefes de Estado ou governo ditos "antissistema" - Donald Trump, dos Estados Unidos, e Giuseppe Conte, de Itália. A posição de quererem voltar a admitir a Rússia no ex-G8 é um dos pontos comuns entre os dois homens.

"Tweet" em que Giuseppe Conte concorda com a posição de Donald Trump sobre a Rússia.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, gostou do primeiro encontro com Conte: "Esta manhã tive uma boa reunião, muito prometedora, com o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte. Estou convencido de que aqui, no G7, vamos ter uma posição europeia unida em todos os assuntos, incluindo a Rússia. Não sobre os detalhes, mas sobre as linhas gerais", disse Tusk.

A primeira-ministra britânica Theresa May e Emmanuel Macron tiveram um encontro a dois e falaram de temas como os esforços comuns para combater o terrorismo ou o Brexit, com a posição de May abalada pelas críticas disfarçadas do próprio chefe da diplomacia, Boris Johnson.

Os vários líderes europeus presentes - Conte, Macron, May e a chanceler alemã Angela Merkel - chegaram a acordo sobre a recusa de ver a Rússia voltar ao grupo, isto apesar do aparente apoio de Conte à posição de Donald Trump.