Última hora

Última hora

ONU e ONGs alertam contra assalto iminente a Hodeidah

Em leitura:

ONU e ONGs alertam contra assalto iminente a Hodeidah

ONU e ONGs alertam contra assalto iminente a Hodeidah
Tamanho do texto Aa Aa

Um "desastre iminente", uma "batalha sangrenta" e uma "nova fase mais devastadora" da guerra no Iémen que pode pôr em risco a vida de até 250.000 pessoas: os alertas multiplicam-se de ONGs e das Nações Unidas, quando a coligação liderada pela Arábia Saudita parece estar a postos para um ataque em larga escala contra a cidade estratégida de Hodeida, controlada pelos rebeldes Huthis.

O sub-secretário-geral da ONU para os Assuntos Humanitários, Mark Lowcock, explicou que estão a "reconfigurar a presença" em Hodeida, mas têm a "intenção de ficar e [continuar] a distribuir" assistência. "Há ainda dezenas de pessoas da ONU em Hodeida", acrescentou.

A cidade portuária de 600.000 habitantes é um dos principais pontos de entrada das ajudas para aquela que a ONU classifica como a "pior crise humanitária do mundo". As forças que cercam Hodeida terão dado três dias para que as ONGs saiam da cidade.

O conflito que se arrasta desde 2015 fez, até ao momento 10.000 mortos, mais de 55.000 feridos e vastos milhares de deslocados, com várias regiões do Iémen no limiar da fome.