A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Argentina vota descriminalização do aborto

Argentina vota descriminalização do aborto
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Argentina decide esta quinta-feira a descriminalização do aborto.

Nas ruas de Buenos Aires, apoaintes e opositores acompanham em telas gigantes a votação renhida no parlamento. E manifestam-se

No país onde o aborto é ilegal salvo em casos de violação ou perigo de vida para a mãe, a população está dividida

Caso seja aprovada, a lei vai permitir a interrupção da gravidez até à 14.a semana de gestação.

De acordo com o ministério da saúde argentino, todos os anos, entre 350 mil a 450 mil mulheres abortam clandestinamente.