Última hora
This content is not available in your region

Protesto de intérpretes atrasa sessão do Parlamento Europeu

euronews_icons_loading
Protesto de intérpretes atrasa sessão do Parlamento Europeu
Tamanho do texto Aa Aa

Uma ação de protesto dos intérpretes levou a um atraso de cerca de 40 minutos na agenda da sessão plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, na terça-feira, interferindo com o discurso do primeiro-ministro da Bulgária.

Pouco depois discursou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que criticou a ação: "Gostaria de dizer algo sobre o que aconteceu hoje, mas não vou fazê-lo. Mas deveria, porque isto não é normal. Ponto final".

Os funcionários que fazem a tradução nas 24 línguas oficiais da União Europeia contestam o aumento da carga horária.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.