EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Israel ataca posições do exército sírio por causa de invasão de drone

Israel ataca posições do exército sírio por causa de invasão de drone
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Drone que entrou no espaço aéreo israelita foi derrubado por um míssil Patriot, horas antes

PUBLICIDADE

Numa manobra de retaliação, Israel bombardeou posições do exército sírio perto da fronteira dos Montes Golã ocupados, em resposta à invasão do espaço aéreo por um drone.

"Um drone vindo de território sírio entrou no espaço aéreo israelita. Gostaria de salientar que reagiremos com firmeza a qualquer tentativa de intrusão no nosso espaço aéreo ou de violação da nossa fronteira terrestre", sublinhou o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu.

De acordo com a agência SANA, o ataque, na província síria de Quneitra, provocou danos materiais.

Israel está em alerta há várias semanas na sequência da ofensiva de Bashar al-Assad e dos aliados para retomar o controlo de zonas rebeldes na província de Deraa, também no sudoeste da Síria.

De visita a Moscovo, onde esteve esta quarta-feira reunido com o Presidente russo, Vladimir Putin, Netanyahu sublinhou que não existe "nenhum problema" com o regime de Assad e também não vê objeções a que este tente recuperar o controlo do país. Mas o tema da volatilidade na fronteira também foi discutido.

Aliado de Assad, o Presidente russo respondeu que "conhece bem as preocupações de Israel" e que está disponível para falar sobre isso.

A Rússia está melhor posicionada para dialogar com a Síria e o Irão, país ao qual Israel tem exigido a retirada das forças militares de território sírio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cessar-fogo entre Israel e a Palestina

Tribunal russo ordena prisão da viúva de Alexei Navalny

Primeiro-ministro da Índia critica invasão russa à Ucrânia durante encontro com Putin